segunda-feira, 17 de novembro de 2008

TEMAS DIVERSOS



Hélas! Hoje amanheci e fui direto para o pensatório, não para observar pulo de pulga, mas por a mão no queixo e pensar... Mas antes tomei um pouco de café e aí me lembrei da Marília, pois as xícaras da casa são verdes. Depois esqueci a Marília e suas crônicas que falam das xícaras verdes e me lembrei de Denis Diderot, filósofo iluminista (1713/1784), que lá no seu Suplemento a Viagem de Bougainville, disse: “Examinem todas as instituições políticas, civis e religiosas; ou muito me engano ou vocês verão nelas o gênero humano subjugado, a cada século mais submetido ao jugo de um punhado de meliantes”

Foi ai que tirei a mão do queixo e comecei a batucar na pedra e parti para a dialética, que é o modo de pensarmos as contradições da realidade, o modo de compreender a realidade como essencialmente contraditória (alguém já leu Leandro Konder, ele é quem diz essas coisas).

A esta altura acho que está cabendo um... “menos Zélia, menos...” E um... por que não vais se maravilhar com os mistérios do Mundo? Einstein já disse lá pelos idos de 1930, que, quem não conhece esta emoção, quem não possui o dom de se maravilhar, mais valia que estivesse morto, pois seus olhos estão fechados.

O que fazer então? “Recorre a temas diversos / Elabora pensamentos confusos / Procura a clareza em tudo / A certeza indúbia das coisas”. (hei, minha amiga poeta querida Welshe Elda, aonde andas?).
Recorrendo a temas diversos... E a rainha de Sabá, que ninguém até hoje sabe se era rainha ou bruxa? Na tradição judaica existe uma história contada no Targum Sheni, uma tradução fantasiosa e rebuscada do Livro de Ester, onde é narrado o encontro da rainha de Sabá com o rei Salomão. Esta se encontra com o rei numa sala cujo pavimento de vidro a leva a erguer a saia, julgando-se sobre água, revelando assim os pés cobertos de pelo.


Há quem diga que além dos pés cabeludos o resto do corpo também o era. Segundo a lenda muçulmana, para não desposar uma rainha coberta de pelos, Salomão ordenou aos seus gênios que inventasse uma forma de eliminá-los. PS:Não sei dizer se os gênios lograram sucesso com o processo de depilação.

E hás de perguntar: cadê as maravilhas , os mistérios deste mundo de meu Deus? Não seja por isso, eu vos direi: Atlântida; O fabuloso Eldorado; As pedras misteriosas da Europa Ocidental; As estátuas-minires da Córsega; Os segredos de Stonehenge; Os gigantes da Ilha de Páscoa; Teotihuacán; Cidade dos deuses; O império perdido do vale do Indo; As pedras silenciosas de Tiahuanaco; A enigmática mensagem dos Nazcas.

Por hoje é só, vou voltar para pensátorio, pensar no dia de amanhã, porque hoje, amiguinho/amiguinha estou que nem o Belchior : um tango argentino me vai bem melhor que um blues.

Um comentário:

chica disse...

Muito legal e gostei da idéia de um pensatório. Um beijo,chica