sexta-feira, 3 de julho de 2009

YANKEES, GO HOME!



Não. Não sou das que canta o hino do internacional antiamericanista: “Yankees go home!” Também não sou portadora de nenhum sintoma do vírus do sentimento antiamericano, que alguns consideram o termo correto antiestadunidense, haja vista não incluir o continente da América como um todo.


E tem mais: nem DIREITA! nem ESQUERDA! VOLVER!! Apenas por respeito e reconhecimento aos princípios de autodeterminação é que defendo sim o combate ao antiamericanismo burro, não faço parte da massa de manobra e não permito que me tornem mais “um elo na correia de transmissão dos interesses de aparelhos partidários sectários”. (estou contigo meu parceiro Janus Mazursky)


O que leva determinado grupo de pessoas a tomar posição hostil contra a política, contra a cultura e contra a sociedade dos Estados Unidos da América?(sem questionar o direito de qualquer um fazê-lo)


Li alguma coisa espirituosa a esse respeito e que passo à frente: Cientistas afirmam que o antiamericanismo em fase aguda é apenas um sintoma do câncer do Bom Senso Agudo, também chamado de Comunismo. Havendo várias formas do sintoma.


Umas das mais comuns são contínuas afirmações que Cuba está à beira de um ataque militar. Também pode atingir as glândulas de autocrítica, no caso do falastrão da Venezuela, que acusa os EUA de todas as mazelas do mundo,( inclusive pela tuberculose e conseqüente morte do abandonado pela sua gente Simón Bolivar) e continua vendendo petróleo para eles. Afirmam ainda, que o principal órgão atacado pelo antiamericanismo é a região do cérebro responsável pelo Senso do Ridículo.


A vítima do antiamericanismo passa a ignorar todas as mazelas da História de seu país e acusa os EUA por terem causado tudo. Mas tem ainda os casos extremos que geram uma Síndrome de Estocolmo ao contrário, onde as vítimas do terrorismo são acusadas de terem sido culpadas pelo ataque.


Dessa forma o 11 de setembro é culpa dos EUA.


E a cura do an o? A prescrição é passar férias em Nova York, com passadas às lojas do Duty Free ou se preferirem passar alguns anos vivendo as benesses da democracia cubana ou chinesa.PS: Não esquecer algumas doençinhas associadas: PETISMO, ANTISEMITISMO, APOLOGIA ÀS FARC E A AL QUAEDA.

Um comentário:

Chica disse...

Linda como sempre e inteligente!beijos,tudo de bom,chica